INSTITUCIONAL

CONTABILIDADE

LICITACOES

UTILIDADES

PUBLICACOES

ORCAMENTO

Notícias

08/10/2013

Ministro Andreazza na luta contra a DENGUE.

 

A prefeitura de Ministro Andreazza, por meio da secretaria municipal de saúde, que tem como secretário João Edis, agentes de endemias, agentes de saúde, vigilância sanitária e enfermeira de epidemiologia, atenção básica e estratégica da família, realizaram nesta quarta-feira (02) no auditório da Câmara municipal, varias palestras, onde reuniu profissionais do setor de saúde para orientação e prevenção no combate a Dengue em Andreazza.

 O objetivo do encontro foi de está discutindo as ações a serem tomadas para prevenção e combate a DENGUE no nosso Município, o evento reuniu os 28 agentes comunitários de saúde lotados em varias áreas no município, sendo que destes, 07 atuam na zona urbana, e corresponde a 100% de cobertura do município, foi estabelecido entre os profissionais um fluxo de trabalho a ser seguido.

 No evento também foi distribuído camisetas com lema da campanha (Em Minha Casa o Mosquito da Dengue Não Entra) e ficou decidido o dia de visitação, como é feito todos os anos, toda equipe se reúne em um grande arrastão nas ruas e avenidas de Andreazza, conscientizando os comerciantes e moradores do município, com entrega de panfleto e coleta de supostos ponto de focos do mosquito, no mês de setembro foi realizada palestras nas escolas Municipais e Estaduais.

  A dengue é transmitida principalmente pelo Aedes aegypti, vetor também da febre amarela. É um inseto cosmopolita, encontrado principalmente em locais de grande concentração humana. Vive dentro das casas (sob mesas, cadeiras, armários etc.), alimentando-se da seiva das plantas. Somente a fêmea transmite a doença, quando pica o homem em busca de sangue para amadurecer os ovos. Ela ataca durante o dia, principalmente ao amanhecer e no final da tarde, preferencialmente nas pernas.

Em média, cada aegypti vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez. Uma vez com o vírus da dengue, torna-se um vetor permanente da doença e pode transmitir a doença para suas crias.

Os ovos não são postos na água, e sim milímetros acima de sua superfície, principalmente em recipientes artificiais. Quando chove, o nível da água sobe, entra em contato com os ovos que eclodem em pouco mais de 30 minutos. Em um período que varia entre cinco e sete dias, a larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito.

O Aedes aegypti põe seus ovos em recipientes artificiais, tais como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos sob vasos de plantas ou qualquer outro objeto que possa armazenar água de chuva. Nas Américas, o mosquito utiliza ainda criadouros naturais, como bromélias, bambus e buracos em árvores.

A transmissão da dengue, bem como da febre amarela, depende da concentração do mosquito: quanto maior a quantidade, maior a transmissão. Esta concentração está diretamente relacionada pela presença das chuvas: mais chuvas, mais mosquitos.

 

 

Outras Notícias

   

Links Úteis

Acesso Informação
Ouvidoria E-OUV
N Fiscal Eletronica
     
Portal do Servidor
Leis
Audiencia Publica

 

ACESSO WEBMAIL

audicencia

QUAL AREA PREFEITURA DEVERIA INVESTIR MAIS ?

  

esic

© Copyright 2019 - Todos Os Direitos Reservados Prefeitura Municipal de Ministro Andreazza